Abraman

Categoria
., Desenvolvimento de Sistemas
Sobre

O surgimento, em meados da década de 70, de Associações de Manutenção em países como Espanha, México e Portugal fez crescer o interesse dos profissionais brasileiros pelos modernos conceitos, métodos e tecnologias então disponíveis na área. Aos poucos, tornou-se mais forte a convicção de que, também no Brasil, se fazia necessária uma Entidade especificamente dedicada ao desenvolvimento da Manutenção, entendida como um importante elo da cadeia produtiva.
O trabalho persistente de um grupo de idealistas conduziu à realização, no Rio de Janeiro, do III Congresso Ibero-Americano de Manutenção, em 1983, evento que se transformou em um importante marco: o lançamento e aprovação da proposta de criação da Entidade.
Inicialmente restrito à participação de representantes de poucos, mas bem estruturados setores, como os de petróleo, eletricidade, siderurgia e transportes, aquele grupo embrionário em pouco tempo contava com o apoio de muitos outros, imbuídos do mesmo ideal, trabalhando na concretização daquele grande objetivo.
Assim, em 17 de outubro de 1984, numa Assembléia no Clube de Engenharia, com a presença dos segmentos mais representativos da Comunidade, fundava-se finalmente a Associação Brasileira de Manutenção – ABRAMAN.
Aos 27 anos de idade, a ABRAMAN agora adulta e revigorada deu mais um passo firme para continuar na vanguarda do mercado. No dia 26 de abril de 2012, em Assembléia Geral Ordinária foi aprovada a mudança de estatuto e nome da Abraman que desde então passou a ser intitulada de Associação Brasileira de Manutenção e Gestão de Ativos, a fim de estruturar o desenvolvimento de novas atividades e ampliar o escopo de atuação da associação.